Enchentes 2008

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Plano de Contingência da Secretaria de Estado da Saúde

E-mail Imprimir
Índice do Artigo
Plano de Contingência da Secretaria de Estado da Saúde
Orientações Técnicas
Leptospirose
Todas Páginas
ESTADO DE SANTA CATARINA

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE
SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
PLANO DE CONTIGÊNCIA DA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Orientações aos Serviços de Saúde e a População em situação de inundação.
(Retirado do Plano de Contingência de Vigilância em Saúde frente à inundações/SVS/MS e Nota de Orientação DIVE).

As experiências mostram que as principais ocorrências epidemiológicas após as inundações são: os traumatismos (afogamentos, lesões corporais, choques elétricos, etc.), os acidentes por animais peçonhentos e o aparecimento de surtos de doenças infecciosas, particularmente a leptospirose, e de doenças de transmissão hídrico-alimentar. Os traumatismos ocorrem ao longo de todas as fases da inundação, variando apenas quanto à sua natureza.

Os surtos de leptospirose costumam ocorrer imediatamente após a inundação (na primeira semana), quando as águas ainda estão baixando ou quando as pessoas retornam às suas residências e procedem à limpeza das casas. O período de incubação vai de 1 a 30 dias após o contato com o agente infeccioso, a leptospira, a qual é eliminada através da urina dos ratos urbanos e mantida viável na água e na lama das enchentes. Portanto, deve-se estar alerta à possibilidade de ocorrência de casos e surtos de leptospirose nas quatro ou cinco semanas que se seguem ao fim da inundação, com o descenso total das águas.

Com relação às doenças de veiculação hídrica e alimentar, a cólera e as demais doenças diarréicas agudas têm período de incubação curto, variando de algumas horas a até cinco dias.

As hepatites A e E apresentam período de incubação médio de 30 dias, podendo apresentar–se como conseqüências mais tardias das inundações.

Além desses agravos, espera-se que a aglomeração humana observada nos abrigos coletivos predisponha à ocorrência de doenças de transmissão respiratória, como pneumopatias e meningites.



Última atualização em Qui, 04 de Dezembro de 2008 14:04